sábado, 23 de novembro de 2013

Miniconto: Cuidado



Queria ser feliz,
Aos trancos e barrancos
Foi construindo sua ponte.

Formou uma família,
Mas esqueceu-se de cuidar.

No minuto seguinte...

Fez tudo desmoronar.

R. Vieira

11 comentários:

  1. Boa tarde, R. Vieira. Pura verdade o que escreveu.
    Quem constrói de qualquer jeito sentimentos e não zela pelos mesmos, acaba-se ferindo e tudo sendo destruído, colocado por terra, sem qualquer firmeza e solidez.
    Amor tem de ser muitíssimo bem cuidado com o máximo de atenção e zelo.
    Beijos na alma e paz!
    Lindo início de semana!

    ResponderExcluir
  2. gostei muito..identifiquei-me (infelizmente)!
    beijinho*

    ResponderExcluir
  3. É SEMPRE MUITO VERDADEIRO !!! O PIOR QUE NÃO SE CONSERTA MAIS DEPOIS DE QUEBRAR !!! UM BEIJO MINHA QUERIDA Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  4. r: Obrigada!
    Já estou melhorzinha!

    ResponderExcluir
  5. quando não se cuida, corre-se o risco de perder, é verdade...

    ResponderExcluir
  6. É aquela velha história: se não nos amamos, somos incapacitados de amar quem está ao nosso redor.
    Belo poema!

    Um beijo,

    http://algumasobservacoes.blogspot.com.br/
    http://escritoshumanos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  7. 'Uma decepção pode diminuir o tamanho
    de um amor que parecia ser grande.
    Uma ausência pode aumentar o tamanho
    de um amor que parecia ser ínfimo.

    É difícil conviver com esta elasticidade:
    as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos.
    O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros,
    mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.

    Uma pessoa é única ao estender a mão
    e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma.
    O egoísmo unifica os insignificantes.
    Não é a altura, nem o peso, nem os músculos
    que tornam uma pessoa grande...
    é a sua sensibilidade, sem tamanho...'
    Willian Shakespeare


    [feliz porque voltou]


    mas é pra ficar!


    beijo

    ResponderExcluir
  8. Palavras que nos põem mesmo a reflectir | Jessy Silva

    ResponderExcluir

Estou feliz demais com a tua visita!
Fique à vontade!

Obrigada!
R. Vieira